Porque hoje é a verdadeira super quarta

15 de junho de 2022
De alguns anos para cá, o mercado financeiro do Brasil se apropriou do “super” para as quartas-feiras em que Copom e Fomc se reúnem. Só que desta vez haverá um fato novo.

Esse termo “super” é muito usado nas primárias das eleições presidenciais norte-americanas. Se refere aos dias nos quais há escolhas de delegados para a convenção dos dois partidos em diversos estados.

Em 2020, por exemplo, houve uma Super Terça-feira que caiu no dia 3 de março, na qual se realizaram primárias em 15 estados, inclusive nos importantíssimos Califórnia e Texas.

De alguns anos para cá, o mercado financeiro do Brasil se apropriou do “super” e acabou qualificando como tal, no caso Super Quarta-feira, toda vez que o Fomc (Federal Open Market Committee – Comitê Federal de Mercado Aberto) norte-americano e o brasileiro Copom (Comitê de Política Monetária do BC) se reúnem na mesma quarta para definir as taxas básicas de juros.

Em diversas ocasiões, por sinal na maioria delas, o termo super não faz muito sentido já que todo o mercado sabe de antemão que haverá manutenção das taxas.

Isso aconteceu demais no auge da Covid-19, quando era sempre zero lá e dois por cento aqui. 

Hoje, quarta-feira, 15 de junho de 2022, o super é para valer. 

Nos Estados Unidos sabe-se que o Fomc vai elevar as taxas. A dúvida é se o aumento será de 50 pontos (meio por cento) ou 75. Alguns chegam a falar em um por cento, o que seria um reconhecimento explícito do Fed que a inflação fugiu do controle.

Aqui no Brasil, considera-se como certo que o aumento será de meio por cento, de 12,75% a.a. para 13,25%. A grande dúvida é se o Copom dirá que este foi o último aumento do ciclo ou se haverá mais algum.

Só que desta vez haverá um fato novo. O BCE (Banco Central Europeu) também vai se reunir, EMERGENCIALMENTE, para definir o início dos juros e (mas isso não consta de nenhum comunicado) tentar resolver o seríssimo problema das finanças da Itália.

Por essas e outras eu diria que hoje, 15 de junho de 2022, é a verdadeira Super Super Quarta-Feira.

Um forte abraço,

Ivan Sant’Anna

 

Nota do editor: Você tem interesse nos bastidores do mercado financeiro (e quer melhorar seu potencial de investimento)? A dica é ler “Coração de Trader”, novo livro de Ivan Sant’Anna. Este lançamento da Inv não está à venda nas livrarias, e a tiragem é limitada. Garanta JÁ seu exemplar clicando neste link.

Conheça o responsável por esta edição:

Ivan Sant'Anna

Trader e Escritor

Uma das maiores referências do mercado financeiro brasileiro, tendo participado de seu desenvolvimento desde 1958. Atuou como trader no mercado financeiro por 37 anos antes de se tornar autor de livros best-sellers como “Os Mercadores da Noite” e “1929 - Quebra da Bolsa de Nova York”. Na newsletter “Mercadores da Noite” e na coluna “Warm Up PRO”, Ivan dá sugestões de investimentos, conta histórias fascinantes e segredos de como realmente funciona o mercado.

A Inv é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240