O que Paulo Guedes não disse e o que ele deveria dizer

10 de junho de 2022
Como ministro da Economia, ele não deveria ter se posto em tal posição. Falou mais do que deveria e da forma que não devia.

 

Ontem, viralizou o vídeo em que Paulo Guedes, no Fórum da Cadeia Nacional de Suprimentos, promovido pela Abras (Associação Brasileira de Supermercados), fala sobre congelamento de preços. E, é óbvio, isso pegou muito mal. 

Um primeiro ponto é que Paulo Guedes não disse que quer que os supermercados congelem os preços, como vem sendo divulgado nas manchetes. Isso foi tirado de contexto. 

Porém ele, como ministro da Economia, também não deveria ter se posto em tal posição. Falou mais do que deveria e da forma que não devia.

O que deveria, sim, era ter sido explicado que a ampliação da medida que reduz o ICMS (que antes era apenas para os combustíveis e para os produtos de cesta básica), eventualmente geraria a diminuição do preço dos produtos, aumentando o volume de consumo e gerando benefícios tanto para a economia, quanto para a população. Tudo isso sem um impacto inflacionário.

Por esse erro, seu apelo, ao invés de um efeito positivo, gerou um efeito negativo hoje. 

Nícolas Merola (CNPI) 

Nota do editor:
Especialista em Ações e Fundos, Nícolas Merola desenvolve uma estratégia para fazer seu dinheiro trabalhar por você, na série Dividendos Extremos, da Inv. Clique aqui e saiba como criar múltiplos fluxos de renda extra todos os meses.

Conheça o responsável por esta edição:

Nícolas Merola

Ações e Fundos de Investimento

Formado em Engenharia Civil pela UVA (Universidade Veiga de Almeida - RJ) em 2017 e com MBA pelo IBEC/INPG em 2018. Nícolas começou a estudar sobre investimentos ainda no início de sua faculdade, quando se apaixonou pelo assunto. Depois de atuar por mais de três anos no mercado de renda variável, de forma autônoma, se juntou em 2019 ao time de especialistas da Inv.

A Inv é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240